domingo, 30 de outubro de 2016

Pequeno milagre



A alguns meses atrás eu fui procurar a minha furadeira, para fazer um  trabalho e não a encontrei.  Havia deixado-a no andar de cima de minha casa, onde não tem quase nada. Só quem frequenta lá em cima sou eu e minha esposa. Lá temos poucas coisas: alguns móveis, um fogão usado, paradona cozinha, uma máquina de bordado e uma mesa e um sofá na sala, e quase ,mais nada. Pensei que alguém tivesse emprestado para algum vizinho e se esquecido. Fui perguntar a respeito e ninguém sabia, tinha visto ou emprestado ao vizinho; procurei exaustivamente, mais uma vez e nada! Então depois de vários dias, eu estava lá bordando na máquina e repentinamente me lembrei: Ora, os católicos rezam para o santo tal, e pedem que ele lhes mostre o que perderam. Mas eu , que não sou católico, posso pedir a Deus, a Jesus , que me ajude a achar a furadeira, por que não? Então foi o que fiz: Fiz uma breve oração pedindo que O Senhor me ajudasse a achar a furadeira, pois precisava dela e não queria(nem podia) gastar dinheiro comprando outra. Quando terminei a oração, senti a vontade de procurar na cozinha novamente, embora já tivesse procurado em todas as gavetas do armário e até mesmo dentro do fogão, 
Quando cheguei na cozinha, para minha surpresa, a furadeira estava ao lado do fogão, no chão! Como assim? Eu havia procurado diligentemente, a minha esposa também, e agora a furadeira desaparecida estava ali, no chão, bem visível. Perguntei à minha esposa e a meus filhos se eles tinha achado a máquina e a colocado lá em cima, e ninguém sabia de nada. Então entendi isso como mais um milagre. Pequeno, alguns podem dizer, mas ainda assim um milagre. Se o Inimigo havia escondido ou dado um fim à minha furadeira, Deus a havia encontrado e deixado ali, bem acessível para mim. 
É como diz o pastor Cláudio Duarte: Deus se importa conosco, até nas coisas mínimas. Imagine Deus se importando com uma furadeira ! Acontece que eu estava precisando da furadeira, e o Senhor quer nos ver felizes; então, agiu em meu favor. Não precisamos acreditar em Deus só nos momentos de grandes dificuldades intransponíveis. Devemos orar sempre, pedindo ou agradecendo a Sua atenção para conosco, mesmo em questões que aparentemente  nós achamos que sejam insignificantes para  Deus.

"Mas sou pobre e necessitado; contudo o Senhor cuida de mim. Tu és o meu auxílio e o meu libertador[...];" Salmo 40:17



Everson Leal

Nenhum comentário:

Postar um comentário