segunda-feira, 7 de março de 2016

O papa Francisco e a aproximação do catolicismo com a homossexualidade




Veja o que saiu em um periódico europeu e depois vamos analisar:

Papa recebe transsexual no Vaticano: “Deus aceita-te como és”

Depois de dois telefonemas, o encontro. O Papa Francisco recebeu esta semana um cidadão espanhol transsexual e a namorada no Vaticano. "Claro que és filho da Igreja", disse.


Diego Neria Lejárraga era Cuca até há oito anos, quando decidiu fazer a operação de mudança de sexo. Católico praticante, sofreu durante anos com o facto de não ser aceite pela Igreja. Pelo menos pela parte mais conservadora da Igreja na pequena cidade espanhola de Plasencia, em Cáceres, onde sempre viveu. Há uns meses resolveu escrever uma carta ao Papa Francisco onde expunha o que sentia e onde questionava se era mesmo filho de Deus. Mensagem recebida. O Papa telefonou-lhe e o encontro com Diego e a namorada, Macarena, concretizou-se este fim de semana no Vaticano.
“Deus quer bem a todos os seus filhos, sejam como forem, e tu és filho de Deus por isso a Igreja aceita-te como és”, terá dito o Papa Francisco quando telefonou ao espanhol de 48 anos, que chegou a ser apelidado por um padre de ‘filha do diabo’, para marcar os pormenores da sua ida ao Vaticano. O encontro realizou-se no sábado passado, mas foi marcado propositadamente fora da agenda oficial do chefe da Igreja Católica, longe dos holofotes.
A realidade transgênero e transsexual tem ganho cada vez mais expressão. Jazz Jennings tem 14 anos e é uma menina transgênero. Já criou uma fundação, tem ganho visibilidade na comunicação social e é a protagonista de um documentário de Oprah Winfrey.
Conhecido por telefonar às pessoas sem se fazer anunciar, o Papa Francisco ligou pela primeira vez a Diego a 8 de dezembro, dia da Imaculada Conceição, e voltou a conversar com ele pelo celular no dia 20 para acertar os pormenores da viagem. Segundo o jornal El mundo, que já falou com Diego Lejárraga depois do encontro papal, a primeira vez foi apenas para dizer que estava a par da sua situação e que queria recebê-lo no Vaticano. Prometia ligar novamente.
Prometido, cumprido. A 20 de dezembro, Diego estava de visita a Sevilha, onde vive a namorada, quando recebeu a segunda chamada. Entrou numa loja para acalmar o ruído e poder ouvir melhor. Era o Papa que estava do outro lado da linha a perguntar-lhe quando lhe dava mais jeito ir a Itália. “Durante o fim de semana é melhor, não é?”, perguntou o chefe da Igreja Católica. “Quando quiser”, limitou-se a responder. Ficou então marcado para um sábado, para não interferir com a semana normal de trabalho do convidado, e depois de Francisco ter pedido uns minutos para olhar para a agenda, lá atirou: “Tenho uma possibilidade no dia 24 de janeiro às 17h, que tal?”.
Feito. Respondendo às dúvidas logísticas de Diego, o Papa ainda terá pedido para não se preocupar com os gastos da viagem. De resto, “basta chegarem à porta da residência de Santa Marta e dizerem que estou à vossa espera”.
Oficialmente, a Igreja não reconhece mudanças de sexo, mas o Papa Francisco instou-a a mostrar mais compaixão para com setores da sociedade que se sentem excluídos, nomeadamente quando recentemente disse, a propósito dos homossexuais, “Quem sou eu para os julgar?”.
Diego Lejárraga não adiantou muito à imprensa sobre o que foi dito na audiência com o Papa, por ser “um segredo só deles [nosso]”, mas descreveu o momento como “uma experiência única”. No limite, sabendo que a transsexualidade ainda não é bem aceite por todos, espera pelo menos que o seu caso sirva para que outras pessoas na sua situação não passem pelo mesmo tipo de discriminação que ele passou.
Confira a matéria em seu local de origem: http://observador.pt/2015/01/28/papa-recebe-transsexual-no-vaticano-deus-aceita-te-como-es/
Nada contra a igreja aceitar que  homossexuais  frequentem os cultos; muito pelo contrário. Eles devem sim, buscar a Deus, pois afinal Deus não rejeita ninguém.("Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas."Romanos 2:11) Deus ama o pecador, mas odeia o pecado. Mas, o que é pecado? Pecado é tudo aquilo que transgride, viola a palavra de Deus. O pecado nos separa do Senhor. Quanto mais pecamos, mais nos afastamos de Deus e consequentemente, mais nos aproximamos do diabo. E isso que o diabo quer: que nos afastemos de Deus para ele poder se aproximar de nós e destruir a nossa vida. 
Não adianta defender a causa, alegar igualdade de direitos, que o amor (entre pessoas de mesmo sexo) é maior que tudo, etc. A homossexualidade é pecado.E a igreja deve continuar a pregar a apalavra de Deus, que condena as práticas homossexuais. Muitas igrejas estão estendendo as portas para os homossexuais, sem contudo pregar a a sua recuperação em Jesus Cristo.É o meio mais fácil, e o "políticamente correto"; A mídia, as grandes corporações , a ONU, e vários organismos internacionais defendem a homossexualidade, e condenam os que a abandonam ou quem discorda desse modo de vida.Vamos ver o que diz a bíblia a sobre o assunto, embora já tenha escrito um post a respeito, vejamos o embasamento bíblico do que estamos falando: 

      " Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é;" Lv 18:22

 Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles." Lv 20:13


"Não haverá traje de homem na mulher, e nem vestirá o homem roupa de mulher; porque, qualquer que faz isto, abominação é ao Senhor teu Deus." Dt 22:5
"Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.
Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;" Rm 1:21-32
"Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus." 1Co 6:9-10
"Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez, E disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? Mt 19:4,5

 E então, está ou não bem clara a posição de Deus para com a homossexualidade? A igreja e os membros devem sim aceitar os homossexuais, mas sem concordar com a sua prática. Eles , se assim quiserem , devem buscar a Deus e Deus os libertará da homossexualidade. Para haver perdão, deve haver arrependimento; não é somente a igreja abrir as portas e os aceitar , e eles permanecerem como estão; o cristianismo ensina através da bíblia que o homem deve ser homem e a mulher ser mulher; o que passa disso vem do maligno.Que as igrejas recebam os homossexuais de braços abertos, mas que tenham pessoas treinadas e capacitadas na palavra de Deus e com o Espírito Santo para os orientarem e ajudá-los a ter uma vida plena com o Senhor Jesus.

Everson Leal






Nenhum comentário:

Postar um comentário