terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Palavras de bênçãos ou maldição




É muito comum falarmos sem pensar,  proferindo palavras que acabam por nortear a nossa vida. Muitas pessoas acabam se impondo limites quando falam: “-Eu não consigo fazer isso;  eu não posso fazer isso, pois não consigo! “  Como estão enganadas! Jesus é o nosso libertador, e com Ele podemos todas as coisas, assim como está escrito em Filipenses  4:13: Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.  O limite quem impõe somos nós ou o diabo, que  cria mentiras e nos oferece, resta a nós rejeitá-las ou viver  limitado e a cada dia sofrer derrotas, pois ele nos quer fazer acreditar que seremos  sempre perdedores.  Devemos, como servos de Deus, falar sempre palavras animadoras, que tenham valor de profecia. Nada de derrotismo ou pessimismo. Jesus é o nosso fortalecedor, nossa Rocha onde devemos nos firmar. Em Mateus 7:25 temos a parábola da casa edificada na rocha: E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.
Muitos pais, não sabendo o valor das palavras , ainda mais de um pai ou mãe, que exercem grande autoridade tanto terrena quanto espiritual na vida de seus filhos, acabam proferindo maldições na vida daqueles que mais amam. Como assim? Em momentos de raiva  acabam falando: “-Que menino danado, parece endemoniado!” ou então: “- Você não quer estudar, então vai acabar virando um vagabundo, ou bandido!” Que palavras terríveis para um pai ou uma mãe lançar sobre um filho; Isso é uma maldição que ele pode carregar pela vida, ou  até mesmo fazer brotar um desejo maligno em seu jovem coração de fazer cumprir aquelas palavras. Em toda a bíblia temos exemplos de pais abençoando os filhos , para se ter idéia do quanto é importante abençoarmos os nossos filhos, vejamos por exemplo Gn 31:55: E levantou-se Labão pela manhã de madrugada, e beijou seus filhos e suas filhas e abençoou-os e partiu[...].  A  palavra danado, citada anteriormente quer dizer “condenado ao inferno”. Qual pai gostaria de saber que seu filho foi condenado ao inferno?  É fato que os filhos, em várias ocasiões nos tiram do sério, mas devemos estar atentos e proferir palavras proféticas, mesmo em situações não muito agradáveis:  “- Ô abençoado! Não faça isso não! “  Ou então : “-Meu filho , sei que você não gosta de estudar, mas Em nome de Jesus, você ainda vai gostar e ser alguém importante na vida!” Vamos acabar com esse mal costume de amaldiçoar a nós mesmos ou a nossos filhos. Certa vez uma Senhora, que já havia tirado a carteira de habilitação me disse que não conseguia dirigir. Eu perguntei o porquê dela não dirigir, e ele simplesmente disse que não conseguia; que ficava muito nervosa e travava. E que mesmo depois de já ter carteira de habilitação , já tinha pago a vários instrutores de trânsito por aulas extras, na esperança de poder superar o medo. Disse que já havia tentado de tudo mas não conseguia. Perguntei por que ao invés de falar que não conseguia, não profetizava que iria conseguir, em nome de Jesus, que iria conseguir superar o medo. Da forma em que ela dizia, estava se envenenado com palavras negativas, palavras de maldição. Muitas vezes nós mesmos é quem nos amaldiçoamos. Não precisa que ninguém nos lance maldições pois nós mesmos nos encarregamos disso. Chega! Vamos profetizar o melhor para nossas vidas , a vida de nossos filhos e de nossos amigos. Vamos conseguir um emprego melhor, em nome de Jesus! Meu filho vai passar de ano em nome de Jesus! Meu marido vai para de beber, em nome de Jesus!
O nome de Jesus tem poder, e Ele nos permite que usemos Seu nome em nosso favor. Tenha fé nas palavras do Senhor:  Se alguém [...] crer que se fará o que diz, lhe será feito. Mc 11:23 Pois aquele que refreia a língua , evita muitos transtornos: O que guarda a sua boca e sua língua, guarda das angústias a sua  alma. Pv 21.23 . 
Jesus, no livro de  Mateus, capítulo 12 , versículos 36 e 37,  ensinou: Mas Eu vos digo que de toda a palavra frívola que os homens proferirem hão de dar conta no dia do juízo. Pois pelas suas palavras [...] serás condenado.
Portanto amados, procurem controlar a língua, para não serem condenados por ela. É melhor seguir o conselho do Salmo 19:14 : Sejam agradáveis as palavras de minha boca, e a meditação do meu coração perante a tua face, ó Senhor, Rocha minha e redentor meu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário