domingo, 26 de setembro de 2010

VINGANÇA OU PERDÃO?

 Existem muitas situações em que desejamos nos vingar de alguém que nos causou algum mal. Um chefe que nos humilha, um colega que nos prejudica no trabalho, um parente que nos ofendeu, ou nosso cônjuge que vive nos atormentando compalavras duras. A reação imediata é procurar a vingança , das mais diversas formas, mesmo que a outra parte não saiba que estamos nos vingando. Muitas vezes guardamos coisas dentro de nós, coisas ruins como mágoas, ressentimentos, raiva até mesmo de coisas que nem lembramos mais: "-Não falo com a fulana por causa de quê mesmo?" Então vamos buscar lá no fundo, desenterramos sentimentos negativos que nem lembrávamos. Ou então vamos cultivando coisas, lembranças negativas, que vão nos corroendo por dentro, ao invés de perdoarmos tais pessoas e astearmos a bandeira branca, ainda  que ela não queira ser perdoada. O sentimento de vingança é muito mais prejudicial a nós mesmos do que a outra pessoa. Sei que uma das coisas mais difíceis de toda a bíblia é o exercício do perdão, o perdão verdadeiro, não aquele que é da boca para fora: "-Eu perdoo, mas não quero vê-lo nunca mais!" Isso não é perdão! É uma formalidade, na qual a pessoa perdoa alguém perante outras pessoas, ou por que foi obrigado, ou por educação, ou para para determinados fins. O que diz a bíblia a respeito da vingança? Em Rm 12:19 lemos: Não vos vingueis a vós mesmos amados, mas dai lugar à ira, pois está escrito:Minha é a vingança e Eu retribuirei, diz o Senhor. Deixemos a vingança para Deus. Deus é justo e se quiser pode se vingar por nós. Mas não podemos nos alegrar quando Deus castiga alguém, pois isso também é pecado: Quando teu inimigo cair, não te alegres, nem quando ele tropeçar  se regozije o teu coração, para que o Senhor não o veja, e isso seja mau aos seus olhos, e dele desvie a sua ira.( Pv 24:17-18)  Foi o próprio Jesus quem disse : Não resistais ao homem mau; Se alguém te bater na face direita, oferece também a outra.( Mt. 5:39) Perdoar é divino; nos aproxima mais de Deus, que é o maior perdoador. Como mereceremos o perdão de Deus por nossso pecados se nós recusamos o perdão a outros, e pior, nos vingamos?  Em Mt. 6.14,15 está claro: Se perdoardes aos homens as suas ofensas, também o vosso Pai Celestial vos perdoará a vós. Porém se não perdoardes aos homens e as suas ofensas, também o vosso Pai Celestial não perdoará as vossas. É preciso perdoar para sermos perdoados. Sem perdão não há perdão. Em Mc. 11:25 está escrito: E quando estiverdes orando, se tendes alguma coisa contra alguém, perdoai, para que vosso Pai, que está nos céus vos perdoe as vossas ofensas. Mas quantas vezes perdoaremos? Essa pergunta foi feita a Jesus e Ele respondeu: "Setenta vezes sete" Nossa capacidade de perdoar é muito grande, mas muitas vezes não estamos acostumados a praticar o perdão. Se não temos costume de perdoar nas coisas pequenas, como uma mentira, uma desfeita, um mal entendido, imagine algo muito maior, como alguém que nos assaltou ou matou um ente querido? É muito difícil, mas temos o dever de praticar o perdão como forma de amor ao próximo e para que Deus tenha misericórdia de nós, pecadores. Certamente a mão do senhor  não está encolhida para que não possa salvar, nem surdo o seu ouvido para que não possa ouvir. Mas as vossas iniquidades fazem divisão entre vós e o vosso Deus, e os vossos pecados encobrem o Seu rosto de vós para que não vos ouça. (Is 59:1,2) Comece a praticar o perdão hoje, e tenha uma vida mais feliz e próxima do Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário