quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Edir Macedo defende aborto





Esse senhor, hábil no falar falácias, defende abertamente o aborto, a morte de uma criança  que ainda nem nasceu. Acha que não é pecado. Então é assim , o que se acha não ser pecado , se pratica? Então para que serve a palavra de Deus, não é para ser consultada , conhecida e  obedecida? Um crime como forma de controle da natalidade, para se livrar de "futuros marginais" ? Todo filho de pobre se transforma em marginal? (Como se ele pudesse saber do futuro das pessoas) Mas e quanto àqueles que já estão na bandidagem, no tráfico  nos assaltos e homicídios? O que fazer com eles, já que defende matar inocentes bebês? Não quero nem pensar, mas imagino. Sai de sua própria boca que criança é problema; "mais crianças mais problemas". Alega que os pobres não têm condições de criar seus filhos, não tem estrutura para tal ,que têm muitos filhos e que quem tem dinheiro tem poucos filhos.  Ao invés de propor algo como uma melhor educação, retorno dos bons costumes, da família influenciar positivamente os seus filhos, de cobrar melhores conteúdos dos meios de comunicação( inclusive a Record) que sempre abusam dos apelos sexuais, em programas próprios e nos filmes importados.
Macedo se esquece do sexto mandamento e de vários outros trechos da bíblia:

Ex. 20:13 Não matarás

Mt 19:18 ...Jesus respondeu: Não matarás, não cometerás adultério, não furtarás, não dirás falso testemunho...

Ex 23:7  Não matarás o inocente e o justo, porque não absolverei o culpado. 

Lc 18:16 Jesus, porém, chamou-as e disse: Deixai vir a mim as criancinhas e não as impeçais, porque o Reino de Deus é daqueles que se parecem com elas.

Parece que Macedo aos poucos vai deixando cair sua máscara, e sua bíblia deve ser bem diferente (talvez ecrita por ele próprio). Pode ser que ele pretendeu com sua  a posição, justificar sua mãe que abortou 16 filhos, como ele mesmo relata.





Nenhum comentário:

Postar um comentário