quinta-feira, 8 de julho de 2010

A Maçonaria é uma religião? Se é, qual é o deus deles?


A Maçonaria é uma religião? Segundo eles, os maçons, não. Porém existem evidências que demonstram o contrário: Se não é uma religião , então por que têm templo, rituais e simbologias inspiradas em práticas ocultistas? Por que se referem a um deus chamado de "o desconhecido"ou  G.A.D.U. ou " grande arquiteto do universo"? Por que seus rituais são secretos, já que o "objetivo final é a fraternidade entre irmãos e a busca dos ideais de justiça, bondade e honradez"? Se não é religião, por que é então que alguns membros se casam lá dentro em cerimônias maçônicas? Se não é religião, por que os iniciados prestam juramento com a mão sobre um livro religioso, que pode ser a bíblia, o alcorão, o veda ou outro?
Dos vários estudos que fiz a respeito, e dos depoimentos vistos e pesquisas, a conclusão é de que o deus, adorado na maçonaria é o próprio satanás. Porém quando se entra, de imediato o novato vai aprendendo que ali "não é uma religião"; que são toleradas todas as outras religiões(politeísmo); que a maçonaria surgiu antes de cristo(mentira, pois a maçonaria, como é conhecida com suas práticas, surgiu como instituição, por volta de 1717, na França. O que existiu, foram várias outras práticas ocultistas e satanistas, que depois de organizadas culminaram com a maçonaria. A maçonaria é antiga, há muito esteve presente na história de vários países. Eis alguns maçons famosos:

Allan Kardec
Bethoven
Joaquim José da silva Xavier(Tiradentres);
José Bonifácio;
D. Pedro I
D. Pedro II
René Descartes;
George Washington;
Franklin Roosevelt;
George W Bush;
Bill Clinton;
León Denis
Fernando Henrique Cardoso;

Existem ainda inúmeros outros nomes, de várias partes do mundo. Meu pai era maçon. Atingiu um elevado grau dentro da maçonaria, acho que chegou a venerável, não sei. Nunca falou nada a respeito. Saiu e o mistério continuou, nunca falou nada a respeito. Eu futucava seus livros e sempre procurava descobrir mais a respeito. Namorei a filha de um maçon de grau elevado também. Meu vizinho do apartamento ao lado era maçon. Pesquisei em fontes confiáveis e a conclusão a que cheguei é que a partir de determinados graus a pessoa vai gradativamente se entregando a Satanás. No começo os novatos entram enganados, e só descobrem a verdade depois de percorrer um longo caminho de entrega gradual de sua vida e de sua alma nas garras do diabo.
Um exemplo disso é a série de etapas que o maçon tem de galgar para passar de um grau a outro. Por exemplo no grau 17 do rito escocês antigo e aceito, e no rito de Memphis, a palavra hebraica Abadon, é a senha de acesso a outros segredos da maçonaria. é considerada uma palavra sagrada esses mesmos ritos e graus, bem como no rito de Memphis. Em hebraico o significado é anjo do abismo; em grego é o mesmo que Apollyon.  Vejamos o que diz a Bíblia, qundo fala do fim dos tempos, depois do toque da quinta trombeta, no livro de Apocalipse 9.11: E tinham sobre si o anjo do abismo;em hebreu era seu nome:Abadon, e em grego Apolion.Será coincidência? Outra palavra sagrada, dentre várias é Abibalag ou Abibala(hebraico) , que quer dizer, destruidor do pai. Palavra de passe do nove, do grau 4 do rito Francês. 
Fonte: CARMINO, Rizzardo da. Dicionário Maçônico. Ed. Masdras.São Paulo.2006. 
Apesar de todas as evidências, muitos são os enganados, e se embrenham com seus próprios pés por um caminho tortuoso e sombrio, cujo final é o lago de fogo. Muitos evangélicos estão caindo neste canto da sereia, por pura falta de conhecimento bíblico. É como o próprio Jesus alertou: E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará. Ele( Jesus ) mesmo é a verdade. E só a Ele devemos reverência e  adoração.

7 comentários:

  1. Bom dia Everson, belo blog o seu. Gostei do seu texto e respeito sua opinião.
    Pelo que entendi seu pai era maçom?
    Bem apenas um exclarecimento, a palavra que você mencionou ser utilizada no grau 17 deve-se ao fato do grau 17 fazer referência ao apocalipse. Mais precisamente a Ilha de Patmos onde o apóstolo João foi exilado. Essa palavra é utilizada porque o grau faz referência a um texto bíblico, só isso. Nesse grau ninguém entrega a alma a satanás. Imagina o pregador dando uma aula na escola dominical sobre apocalipse e alguém ouve apenas um fragmento da aula, uma palavra apenas e chega a essa conclusão... É muito pouco.
    Um grande abraço e estou aberto ao debate, sou grau 32 e irei pro 33 em abril.

    ResponderExcluir
  2. Caro amigo: Agradeço a sua participação no blog; acho muito importante o debate, pois assim podemos crescer como pessoas e conhecer outras opiniões a respeito de um mesmo assunto. Não pude escrever tudo o que sei a respeito, pois senão viraria um livro, e no blog não tem muito espaço para isso. Mas realmente não conheço a fundo a maçonaria. Para conhecê-la teria de me aprofundar nos seus 33 graus e realmente não acho que seria uma boa idéia fazer isso, pois iria contra todas as minhas convicções.Prefiro me aprofundar na bíblia e nas experiências com Jesus. Por outro lado as perguntas feitas no texto não foram respondidas. Apenas comentou sobre a palavra abadon. Eu mesmo estive dentro de um templo maçon, em uma cerimônia religiosa: um casamento. Também respeito a sua opinião, apesar de não concordar. Mas acho saudável esse tipo de discussão em alto nível, pois não são todos os dias que temos a oportunidadede debates de alto nível. Um debate interessante que ocorreu na TV entre um maçon grau 33 e um ex-maçon grau 33, e é muito esclarecedor. Você encontra no Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=62i57_JgIek

    ResponderExcluir
  3. Como é possível tamanha ignorância? Não estou aqui para julgar ninguém, apenas acho que deveria se aprofundar antes de fazer publicações asquerosas como esta. Embora prezes tanto a bíblia, acho que seria interessante conhecer outras "culturas", se é que assim posso chamar, em outras palavras, leia livros, não apenas a bíblia (:
    Elizabeth Wolff

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezo sim a bíblia. Eu sou cristão. E conheço sim várias culturas, e leio bastante, não só a bíblia. E o que postei aqui, são é fruto de especulação; é o resultado de minhas convicções e frutos de estudos e entrevistas. E como respondi a outro leitor, prefiro me aprofundar sim na palavra de Deus, do que galgar todos os graus da maçonaria para falar dela. Não preciso mergulhar profundamente me uma religião para conhecê-la. É preciso somente conhecer os fundamentos. Foi isso que fiz, e compararei-a ao que diz os fundamentos da minha
      .

      Excluir
  4. Caro Everson, aconselho que estude simbologia antes de se precipitar dessa maneira, acrescento também que o Diabo nada mais é do que uma criação do cristianismo pra fugir da culpa pois se fazemos algo considrado errado, instantaneamente jogamos a culpa no diabo, para impôr medo aos fiéis, e assim, mantê-los na igreja.
    A igreja é uma máfia como qualquer outra, falando na sua linguagem, qualquer instituição construída por "pecadores" não estará livre da luxúria, da ganância e do próprio pecado, portanto, abra seus olhos.

    ResponderExcluir
  5. Não defendi uma ou outra igreja. Para quem não tem experiência cristã, não adianta nem explicar que igreja a qual bíblia se refere não é a instituição. As instituições são as mais variadas e não estão livres, de modo algum dos que a vilipendiam. Quanto ao diabo , prefiro acreditar no que a palavra de Deus define. Já teve alguma experiência sobrenatural? Com Deus? E Com o diabo? Eu já. E é dessa forma, com vivências reais que, nós cristãos, vivemos diariamente. Quanto à simbologia, o que não souber, pergunto a fontes confiáveis. Não há como saber de tudo.

    ResponderExcluir